quinta-feira, 26 de novembro de 2015

#VictorFrankenstein


Depois de várias adaptações cinematográficas de 'Frankenstein', obra escrita pela escritora britânica Mary Shelley, eis que chega hoje aos cinemas sua mais nova versão contando a história sobre o louco cientista e sua criatura. Embora em 'Victor Frankenstein' (Victor Frankenstein, 2015), filme dirigido por Paul McGulgan (Sherlock, Scandal) e roteirizado por Max Landis (American Ultra), a história gira mais em torno da amizade e parceria entre o cientista Victor Frankenstein (James McAvoy) e seu assistente Igor Strausman (Daniel Radcliffe).

Depois de tirar Igor de um circo local em Londres, onde era um Corcunda sem nome e tratado como lixo, Victor cura o novo assistente que ganha o nome de Igor por conta de um assistente antigo desaparecido e passa a auxiliar o novo mestre em seus experimentos para criar vida a partir da morte. Mas o que Igor não contava era como esses experimentos eram perigosos e como obcecado por eles Victor fica.

A nova versão cinematográfica da clássica obra de Mary Shelley analisa as questões de vida e morte tanto teologicamente quanto filosoficamente. Andrew Scott (da série Sherlock) interpreta o detetive Roderick Turpin que começa a investigar os desaparecimentos de animais de zoologicos apontando para Victor assim que ele liberta Igor de seu confinamento no circo. Alias, por falar na série Sherlock, o filme tem alguns elementos que lembram a série britânica além do diretor e ator terem participado de alguns episódios da série. Nas cenas em que Victor e Igor analisam a anatomia de seus experimentos, o método lembra muito as deduções de Sherlock Holmes na série.

Daniel Radcliffe (o eterno bruxinho Harry Potter) está muito bem no papel de Igor. Inicialmente como um personagem corcunda que trabalha em um circo como um palhaço. A expressão corporal do ator no começo do filme foi muito bem desenvolvida e trabalhada, dando mais veracidade ao personagem que sem dúvida nenhuma passa por uma transformação surpreendente no filme. Tanto fisicamente quanto psicologicamente. James McAvoy, que interpreta o cientista Victor Frankenstein, mistura um pouco de loucura, compulsão e obssessão a personalidade do cientista que tenta criar vida para trazer o irmão morto de volta. Mas ele seria a mesma pessoa que era antes? Reagiria da mesma maneira? É aí que as grandes questões filosóficas começam.

A fotografia e a direção de arte do filme estão primorosas, especialmente as que recriam cenas de época de Londres de 1800. Os efeitos especiais também foram muito bem trabalhados, especialmente na cena em que a dupla trás a criatura de volta a vida. O roteiro adaptado traz alguns novos elementos como um romance entre Igor e a bela trapezista Lorelei (Jessica Brown Findlay) que ele ajudou a salvar e acabou ficando amigo depois.

'Victor Frankenstein' estreia hoje nos cinemas e está sendo distribuído pela Fox Film no Brasil.

Leia+: #Frankenstein

Leia também: CINEMA SOBRENATURAL

Crítica Original na Coluna do Portal parceiro:
Tabula Rasa de Louise Duarte



Nenhum comentário:

Postar um comentário