quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

#BonecoDoMal


Lauren Cohan saiu dos Estados Unidos e foi para Inglaterra fugindo dos zumbis... Piada infame a parte, após enfrentar seres sobrenaturais dos mais diversos na TV (não foi só um tipo e nem em uma única série), a atriz estrela no cinema o filme 'Boneco do Mal' (The Boy, 2016).

Inspirado em lendas ancestrais, especialmente de países do oriente como o Japão, que falam sobre certos bonecos serem capazes de "ganharem vida", 'Boneco do Mal' é um filme que irá testar a capacidade não só da protagonista da história de acreditar no inacreditável, como também do público.


Mesmo seguindo os padrões dos bons roteiros de terror, a produção ganha um toque especial ao incluir não só referências de clássicos do gênero, mas uma dose de drama.

Com uma fotografia que mescla o estilo sombrio dos filmes de terror típicos, a forma de filmagem usada na maioria dos dramas, o diretor William Brent Bell cria uma forma inusitada de narrativa, conseguindo obter algo como um "drama de terror", fugindo assim dos padrões usuais.


O roteiro foi escrito por Stacey Menear e conta a história de Greta Evans, uma americana que muda para o interior da Inglaterra, indo morar em uma região afastada, onde vive a família Heelshire, a qual possui uma grande propriedade que inclui uma casarão com ares de castelo.

Greta é contratada para ser babá do único filho dos Heelshire, Brahms, mas ao chegar ao casarão da família, descobre que o garoto na verdade é um boneco, réplica do filho do casal, já idoso, quando tinha 8 anos de idade.


Para quem curte um bom filme de terror, pode até estranhar um pouco o ritmo da narrativa. Porém não deve se decepcionar se busca por um roteiro bem escrito e não só sustos e sangue por todos os lados. Vale dizer que sangue é o que menos irá encontrar nesse terror em particular, já que o foco é o terror psicológico.

Destaque para a brilhante atuação do boneco... junto com Lauren Cohan. A química da atriz com o "colega de set" é fantástica.

'Boneco do Mal' estreia amanhã (18 de fevereiro) nos cinemas brasileiros, com distribuição da Diamond Films Brasil.

Leia+: Cinema Sobrenatural

Leia também: LENDAS SOBRENATURAIS

Sobre: #TheWalkingDead

Fique ligado em outras das minhas dicas de cinema, TV, literatura, análise críticas e matérias especiais no Blog da Digital Rio, leia+: LUCARD




Nenhum comentário:

Postar um comentário