sexta-feira, 23 de outubro de 2015

#FantasticWorld - Nova tendência em história #scifi atrai outro tipo de público

Fãs de histórias fantásticas, tanto entre produções audiovisuais como na literatura, até possuem um gênero favorito, só que geralmente se dividiam entre a turma que curte histórias de conteúdo sobrenatural e os fãs de Sci-Fi (Ficção Científica e/ou Ficção Especulativa).


No entanto, roteiristas de quadrinhos a muito tempo já atravessaram essa última fronteira e conseguiram reunir com brilhantismo o conteúdo sobrenatural as histórias fantásticas do gênero, em tramas como as que vemos na franquia Marvel envolvendo o deus Thor (e seu querido irmão Loki, claro). O que com o sucesso está fazendo a Marvel investir em novas ideias e personagens, como os 'Inumanos', que prometem roubar a cenas com seus poderes sobrenaturais e típicos do gênero fantasia; tanto na versão em quadrinho, como provavelmente nos cinemas. Porque um filme sobre os novos queridinhos Marvel já foi confirmado.

O que os profissionais dos quadrinhos já fazem a um bom tempo, agora começa a ganhar adeptos na literatura fantástica e não em qualquer uma, falamos da Literatura Fantástica Brasileira, que mesmo que para muitos desenformados não existe, há um bom número de fãs, o suficiente para as editoras de olho nos nacionais começarem a investir. Como é o caso do autor da Editora Planeta, Ricardo Ragazzo, que lançou 'Cidade Banida' na Bienal do Livro RJ 2015, que de acordo com o próprio autor com quem conversamos durante o lançamento, é o primeiro livro, de uma história fantástica em duas parte. Na verdade, o livro era único, mas o tamanho do "tijolo", fez a editora dividí-lo em dois volumes.

Além de Ricardo Ragazzo, outro autor que recentemente lançou um livro do gênero, só que em versão eBook, no Amazon, foi o autor e roteirista de quadrinho Joe de Lima. Ambos ótimos exemplos do que a boa literatura fantástica nacional pode oferecer.

Joe de Lima, como roteirista de quadrinho, já pode-se deduzir de onde veio a inspiração para seu livro, mas foi só depois de entrevistá-lo que tive a informação que ele tinha mesclado duas de suas assumidas paixões, histórias Sci-Fi e contos sobrenaturais. Só que no caso de 'Arcanista' a maior influência veio do universo do game 'Final Fantasy', que mistura bem os gêneros da ficção cientifica e fantasia. (Amanhã a entrevista na integra será publicada no blog.)

Para quem ainda não acredita que tramas Sci-Fi e conteúdo sobrenatural podem dar uma ótima mistura, recentemente um dos clássicos da TV do gênero, a série britânica 'Doctor Who', resolveu investir em roteiros onde o sobrenatural é foco das explorações do protagonistas, indo além do que o spin-off 'Torchwood' ousou ir, mandar o Lorde do Tempo para o Inferno... Literalmente. O resultado foi uma das temporadas mais bem escritas e com os melhores roteiros por episódios, onde o foco não foi só as aventuras do Doutor e seus companheiros de viagem, mas a mitologia da série num todo, desde os episódios clássicos e, principalmente, a história de vida do solitário Lorde do Tempo. Por conta dos ótimos roteiros, nessa nova temporada, os roteirista da série seguem com a linha de raciocínio e o foco no conteúdo sobrenatural continua. (Leia sobre o conteúdo sobrenatural em 'Doctor Who' clicando AQUI.)


Outras informações sobre a Bienal do Livro RJ 2015, visite o Blog Digital Rio:
http://digitalriojacarepagua.blogspot.com.br/search/label/bienalRJ2015

NOTA: Pelo que os autores Ricardo Ragazzo e Joe de Lima falaram de suas histórias, particularmente, eu acredito que dariam duas ótimas séries para a TV, então estou incluindo ambos os livros na lista de indicações do #FantasticWorld.

Leia+: #FantasticWorld

Fonte: Texto Anny Lucard/Foto Divulgação




Nenhum comentário:

Postar um comentário