terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Segredos de Alma e Sangue

O livro Kara e Kmam da Nazarethe Fonseca, publicação da Editora Aleph, não trata-se de qualquer relançamento, pois essa nova edição ganhou mais que uma nova capa. A história além de revisada, também foi reescrita pela autora. Por isso ganhou um novo subtítulo e agora chama-se Kara e Kmam - Segredos de Alma e Sangue.

O livro é uma espécie de remake literário, só que diferente do que ocorre na maioria dos remakes no cinema, que causam desgosto aos fãs (com exceção de A Hora do Espanto - 2011), parece que na literatura isso causa efeito contrário. Nazarethe Fonseca resolveu inovar, após levar a aventura solo dos protagonistas da série literária Alma e Sangue, Kara e Kmam, para a atual editora. A idéia era dar aos leitores novidades na nova edição e também uma maior ligação da trama do livro com os outros de sua saga vampiresca.

Nessa nova versão de Kara e Kmam, Nazarethe Fonseca brilhantemente cria um remake da própria história, reescrevendo de forma que segredos, ainda não revelados, são contados ao leitor que lendo ou não os livros seguintes, Alma e Sangue - O Pacto dos Vampiros e Alma e Sangue - A Rainha dos Vampiros (lançamento), terão intrigantes revelações de acontecimentos, tanto ocorridos antes dos relatos dos dois livros, como após.

A trama de Kara e Kmam da nova edição é intrigante e ainda mais envolvento, todos são expostos, o que torna as criaturas da autora ainda mais complexo e também mais próximas dos humanos que se pensa. A narrativa da história é ainda mais íntima, pois mostra um lado da personagem Kara, que deixa o leitor surpreso e ainda mais fascinado pela vampira. Guerreira excepcional em um mundo de homens, ou melhor, de vampiros tão machistas e possessivos quanto muitos homens humanos por ai. Kara precisa aprender e rápido, que a vida de vampira não é só beijos e mordidas. Ela deve aprender a se defender sozinha e lidar com as decepções da imortalidade, de forma que não acabe perdendo a cabeça... Literalmente falando. E é ai que Kara revela-se muito mais forte e inteligente do que aparentava e faz o leitor ansiar pelos próximos livros, imaginando o que a adorável vampira vai aprontar.

Outros personagens como Jan Kmam, Ariel e Bruce se revelam como nunca antes vistos em meio a saga de Nazarethe Fonseca, deixando suas fraquezas e paixões bem humanas expostas, o que faz o leitor criar um vínculo de cumplicidade com eles. Imortais e ainda assim tão apaixonados, problemáticos e com vícios, como qualquer ser humano.

Quem leu a primeira versão da história, não vai se arrepender de ler a versão da Aleph, quem não leu, terá a chance de descobrir os segredos de Alma e Sangue logo de primeira. O livro não tem uma ordem entre os outros livros da série e pode ser lido antes, durante ou depois de ler qualquer dos outros.

Sobre o livro Kara e Kmam - Uma Saga de Alma e Sangue de Nazarethe Fonseca, a primeira versão da história, trata-se de uma trama solo, que conta uma aventura envolvendo os principais protagonistas da série literária vampiresca Alma e Sangue, o qual foi publicado pela Tarja Editorial.

Essa versão do livro é totalmente independente da história da série, há revelações muito interessantes, isso é certo, mas não todos os segredos. O foco da história é Kara e não Kmam (como ocorre em Alma e Sangue - O Despertar do Vampiro), mas o vampiro também é o protagonista como o título indica. No entanto, não é só o vampiro que tem destaque na história, há outro em foco, o sedutor e, eventualmente muito malvado, rei dos vampiros, Ariel Simon. Que ganha um destaque a parte, ao revelar que está muito mais envolvido na vida de seu favorito e de sua jovem amante, que se imagina.

A história é narrada por Kara, ao escrever um diário, décadas depois de se tornar imortal. Diário esse que foi dado a ela, como um presente por seu aniversário de 1 ano de vida imortal, pelo próprio rei dos vampiros, onde a vampira conta sobre a inusitada aventura que acontece antes de seu retorno a São Luis do Maranhão (Livro Alma e Sangue - O Império dos Vampiros) e, principalmente, os problemas em que a vampira se mete em seus primeiros anos de imortalidade. Kara fala da vida cotidiana e da dificuldade de viver em meio a sociedade humana, agora que se tornou um ser imortal. Também fala de como é se manter sempre nas sombras e de todos os deveres, que sua condição de vampira e herdeira do favorito do rei exige; onde deve obedecer um código rígido de conduta, que inclui desde comportamento social até aprender a lutar.

Ariel também é exposto por Nazarethe Fonseca, que dá a ele uma atenção especial nessa história, mostrando a real importância do rei dos vampiros na vida de Kara, assim como a de Jan Kmam o mestre da vampira e seu amante.

Num ritmo frenético, a história faz o leitor devorar as páginas famintos por mais sobre Kara, Jan Kmam e Ariel. O livro já foi produzido em uma versão pocket book, a qual deu aos fãs um presente extra, um rosto para Kara e Jan Kmam, desenho feito pela talentosa ilustradora e também autora Camila Fernandes. (Clicar na imagem ao lado para ampliar.)

Em resumo, quem leu a primeira versão, não deve ignorar a nova edição da Aleph e quem trombar com alguma edição das antigas por ai, vale a pena comprar. (Eu tenho as três edições.)

Quem ficou curioso sobre Kara, no programa Contos Sobrenaturais já foi produzido um audioconto que ganhou um video especial, com uma história da vampira. Veja o resultado, como uma prova da saga Alma e Sangue de Nazarethe Fonseca.


Um conto de Kara da Saga Alma e Sangue



Aproveite para ver a primeira websérie brasileira inspirada em uma série literária:

CLICAR NO BANNER PARA ASSISTIR


Sobre a autora:

Nazarethe Fonseca é escritora de Natal (RN), mas nasceu em São Luís do Maranhão, e está se destacando com sua saga vampiresca Alma e Sangue. No entanto, o primeiro livro, Alma e Sangue – O Despertar do Vampiro, foi lançado em 2001 e desde então relançado, até chegar ao formato atual, publicado pela Aleph.

Além da série vampiresca, a autora também participou de várias coletâneas e antologias como contista. Entre elas temos a coletânea Anjos Rebeldes (Universo Editorial), coleção Amores Proibidos, volume 1, Meu Amor é um Vampiro (Eitora Draco) e a antologia Sociedade das Sombras - Contos Sobrenaturais (Editora Estronho).

Para saber mais sobre Nazarethe Fonseca entre no twitter da autora:
http://twitter.com/nazarethe

Ou visite o blog oficial de Nazarethe Fonseca:
http://nazarethefonseca.wordpress.com

Para saber mais sobre a saga Alma e Sangue, visite o site oficial:
www.almaesangue.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário