domingo, 30 de novembro de 2014

O Assassino do Rei


'O Assassino do Rei' é o segundo volume da Saga do Assassino, série de fantasia da autora Robin Hobb (pseudônimo da escritora americana Margaret Astrid Lindholm Ogden), que começou em 'O Aprendiz de Assassino' e conta a dura jornada do jovem FitzCavalaria Visionário. Filho bastardo do finado Príncipe Cavalaria, Fitz foi treinado para se tornar um assassino furtivo. Durante o casamento de seu tio, o Príncipe Herdeiro Veracidade, frustra os planos que seu outro tio, o Príncipe Majestoso, armou para matar o irmão mais velho e se tornar o sucessor do rei. Porém, essa vitória custou a saúde de Fitz.

'O Assassino do Rei' começa exatamente onde 'O Aprendiz de Assassino' terminou. Ainda se recuperando dos incidentes ocorridos durante o casamento de Veracidade e Kettricken, FitzCavalaria retorna à Torre do Cervo na companhia de Bronco. Apesar da aparente paz no castelo, os ataques dos Navios Vermelhos crescem em quantidade e violência. Enquanto isso, Fitz já não tem certeza se pode confiar no Rei Sagaz e sabe que é questão de tempo para Majestoso fazer uma nova tentativa de tomar o poder.

A narrativa de Robin Hobb continua bela e cheia de alegorias envolventes. O leitor que estiver acostumado demais à literatura contemporânea pode estranhar o ritmo lento que encontramos aqui, até mais lento do que no primeiro volume, já que esse livro tem quase o dobro de páginas de seu antecessor. Embora haja uma quantidade maior de batalhas e confrontos mais próximos com os Navios Vermelhos, a trama se foca mais nas intrigas da corte e no jogo de poder.

Se antes, Fitz era visto como um pária e só conseguia se provar através de ações marginais, como a Manha e as missões de assassinato, agora o vemos um pouco mais maduro e diante de uma questão presente na vida de todos os jovens adultos: encontrar seu lugar no mundo. Visto cada vez mais como um membro da nobreza, o rapaz está dividido entre ser um bastardo ou um príncipe... ou um lobo.

Assim como no primeiro volume, temos um animal ocupando um papel importante na trama. Desta vez, é Olhos-de-Noite (inicialmente chamado de Lobito), um lobo que sempre tenta convencer Fitz a acompanhá-lo em suas caçadas. Uma interessante metáfora sobre o desejo de liberdade confrontado pelas responsabilidades da vida adulta.

Já no prólogo, o livro começa com Fitz meditando sobre como até então esteve cercado de companhias masculinas, o que já indica que neste volume as mulheres estarão muito mais presentes na vida do rapaz e em vários papéis diferentes: interesses amorosos, cúmplices, figuras maternas e até mesmo inimigas mortais. E quem mais se destaca é Kettricken. Após termos apenas um vislumbre dela em 'O Aprendiz de Assassino', agora a vemos como uma rainha estrangeira, que tenta se estabelecer em uma corte que a vê como estranha ao mesmo tempo em que se esforça para que o casamento dê certo. Objetivos que ela alcança de forma maravilhosa!

O grande ponto fraco de 'O Assassino do Rei' reside na relação de Fitz e Moli. Aqui, o flerte adolescente evolui para um tórrido romance, porém, pontuado por um excesso de elementos de novela, como o vai-e-vem interminável ou discussões causadas por mal-entendidos.

A própria Moli é o maior senão do livro. Agora uma aia da Dama Paciência, ela se tornou uma moça muito, mas muito chata, que só sabe reclamar de tudo e pouco lembra a menina independente e cheia de atitude do livro anterior (e que era uma das minhas personagens favoritas, mas durante essa leitura, me peguei torcendo para que Fitz a deixasse para ficar com Celeridade).

No entanto, apesar de alguns defeitos, 'O Assassino do Rei' é uma ótima continuação! Não acredito que funcione como uma leitura isolada, mas para quem leu O Aprendiz de Assassino, vale muito a pena. Recomendado!

A saga de FitzCavalaria conclui em 'A Fúria do Assassino'.

FICHA TÉCNICA

O ASSASSINO DO REI
Autora: Robin Hobb
Páginas: 736
Lançamento: 1997 (no Brasil, 2014)
Editora: Leya


Publicação Original:
Blog do Joe de Lima - O Assassino do Rei


Outras dicas de livros, leia+: RESENHAS SOBRENATURAIS

Nenhum comentário:

Postar um comentário