segunda-feira, 4 de março de 2013

Oz: Mágico e Poderoso



O filme 'Oz: Mágico e Poderoso' (Oz the Great and Powerful) resgata as boas e velhas histórias fantásticas, que tanto encantavam a todos nos primórdios do cinema, com uma história que não só é uma ícone entre os filmes da época, mas que trás, novamente, inovação as produções.


Quando começaram as produções coloridas, 'O Mágico de Oz', clássico de 1939, misturou o preto e branco a nova tecnologia para dar vida ao fantástico mundo de Oz. No novo filme, inspirado nos personagens do filme, o diretor Sam Raimi trás a mesma proposta, misturando a beleza da antiga produção a alta tecnologia do 3D das atuais produções.

O resultado é um filme que nos faz voltar ao fantástico mundo de Oz, com gostinho de saudade e de quero mais.


O roteiro de Mitchell Kapner e David Lindsay-Abaire, baseado na história 'The Wonderful Wizard of Oz' de L. Frank Baum, conta a história antes da pequena Dorothy visitar as terras de Oz, revelando o passado de alguns dos personagens que a garota e seu fiel cão Totó, irão conhecer. Entre eles está o mais enigmático de todos, o mágico de Oz.

Oz, que na verdade se chama Oscar, é um ilusionista do Kansas, golpista e mulherengo, que vai parar nas terras que curiosamente tem seu nome da mesma forma que Dotothy, via tornado.


Interpretado pelo ator James Franco, o ilusionista é visto como um mágico poderoso, por conta de seu nome e de uma antiga profecia. Com promessas de glória e riquezas ele prefere deixar que todos pensem que é mesmo um mágico. Isso inclui Theodora (Mila Kunis), uma boa bruxinha que cai na lábia de Oz, o qual tenta enganar também sua irmã Evanora (Rachel Weisz) e Glinda (Michelle Williams), com a mesma lábia de malandro que usa com todas as mulhreres que encontra.

No entanto, Evanora e Glinda parecem que são bem mais difíceis de enganar, que Theodora e ele terá que se esforçar. E em meio as tentativas de Oz de conseguir a glória e, especialmente, o tesouro da Cidade das Esmeraldas, ele terá que enfrentar a mais assustadora e furiosa das criaturas das terras mágicas, a bruxa má.


Destaque para a pequena boneca de porcela, dublada pela atriz Joey King, adorável ao mesmo tempo que muito temperamental. Assim como Finley, dublado por Zach Braff, o leal macaco voador que após ser salvo por Oz, jura servi-lo em gratidão e acaba tendo que ajudar ao trapaceiro a manter a farsa quanto a não ser um bruxo de verdade.

O Diretor Sam Raimi é conhecido por vários trabalho envolvendo universos fantásticos dos mais variados e faz um ótimo trabalha na direção de 'Oz: Mágico e Poderoso', que é uma da mais belas produções já feitas na atualidade. Que encantará tanto aos fãs do antigo filme, como aqueles que estão conhecendo o mundo mágico de Oz pela primeira vez.



Tudo no filme é trabalhado de forma cuidadosa, desde a direção de arte, com várias referências o primeiro filme, a trilha sonora. Além do uso do recurso de filmagem em 3D, que tornar a viagem do espectador a Oz ainda mais fantástica e envolvente, colocando-o ao lado dos personagens.

'Oz: Mágico e Poderoso' tem sua estreia marcada no Brasil no dia 8 de março. Uma ótima pedida para a família e fãs do cinema fantástico, que curte bruxaria e magia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário