quarta-feira, 13 de abril de 2011

A Garota da Capa Vermelha - Sarah Blakley-Cartwright e David Leslie

ACREDITE NA LENDA.
CUIDADO COM O LOBO.

O livro foi escrito pelos autores Sarah Blakley-Cartwright e David Leslie

O corpo de uma garota é descoberto em um campo de trigo. Em sua carne mutilada, marcas de garras. O Lobo havia quebrado a paz.

Quando Valerie descobre que sua irmã foi assassinada pela lendária criatura, ela acaba mergulhando de forma irreversível em um grande mistério que vem amaldiçoando sua aldeia por gerações.

A revelação vem com Father Solomon: o Lobo habita entre eles — o que torna qualquer pessoa do vilarejo suspeita. Estaria Peter, sua paixão secreta desde a infância, envolvido nos ataques? Ou seria Henry, seu noivo, o Lobisomem que assola as redondezas? Ou, talvez, alguém mais próximo?

Enquanto todos estão à caça da besta, Valerie recorre à Avó em busca de ajuda; ela dá à neta uma capa vermelha feita à mão e a orienta através da rede de mentiras, intrigas e decepções que vem controlando o vilarejo por muito tempo.

Descobrirá Valerie o culpado por trás do lobo antes que toda a aldeia seja exterminada?


A Garota da Capa Vermelha é uma nova e arrepiante versão do clássico Conto.

Nela, o final feliz poderá ser difícil de ser encontrado.


Review da Guardiã: Primeiramente eu queria agradecer à Editora iD por nos dar a oportunidade de resenhar este livro que realmente se demonstrou surpreendente.

A Garota da Capa Vermelha é uma fábula diferente sob muitos aspectos, o primeiro deles e o mais importante é que foi escrito via o caminho inverso...hehehe...todos nós somos mais do que acostumados a ver diversos livros sendo filmados e virando filmes, com este livro foi ao contrário. As gravações do filme já haviam começado quando a diretora Catherine Hardwick (Diretora de Twilight) chamou Sarah Blackey-Cartwrigh para desenvolver uma história de amor em torno da trama...e o resultado foi uma fábula repaginada e um amor amaldiçoado.


Era uma vez uma garota que ia se casar com um ferreiro.
Era uma vez um lenhador que queria fugir com ela.
Era uma vez um lobo...


Daggorhorn é um vilarejo pobre, que vive da agricultura e criação de pequenos animais, assim como muitos outros em épocas distantes. Um povo simplório e supersticioso, onde além dos mexericos os fatos mais importantes já vistos ou vivenciados giram em torno do medo. O medo do lobo.
Todo o vilarejo foi construído sobre palafitas, medidas de segurança para a proteção das familias, neste ponto do livro toda a narrativa se assemelha muito ao filme A Vila (onde também temos os mesmos tipos de casas para proteção e um muro que circunda todo o vilarejo para afastar o mau). Só que neste caso o mau não é imaginário ou fantasioso...ele é muito real.
Valerie vive com a irmã Lucie a menina mais gentil, a perfeição, aquela que todos querem por perto e que secretamente Valerie também inveja em alguns momentos, seus pais Cesaire (o beberrão atrapalhado da vila que em diversos momentos me lembrou Homer Simpson) e Suzette (sua mãe amorosa, mas amargurada e descrente no amor) são os únicos laços que ligam ela à este local, visto que seu espírito livro mantem-se inquieto querendo alçar vôo.

Tudo parece fora do eixo para Valerie...ela se sente deslocada...maior que este cotidiano...uma insatisfação crescente que lhe corrói e lhe dá uma visão peculiar da vida em Daggorhorn...uma sensação de sentir falta de algo sem saber o que é...até que ela reencontra Peter.

O amigo das loucuras de infância retorna ao povoado, a festa da colheita está em andamento e o coração de Valerie finalmente descobre que acredita no amor. A química entre eles é algo palpável durante toda a narrativa, em diversos momentos o leitor fica tão excitado quanto ambos ao tentarem resistir ou se entregar um ao outro (mesmo sem nenhuma cena realmente picante explicitamente).
Mas após anos de paz, o lobo mata novamente e a tristeza e o desespero tomam conta da vila, assim como da alma de Valerie.

A partir de agora o livro adquire um rítmo alucinante, a incerteza e o medo dominam a população e mesmo em meio ao caos Valerie descobre que sua mão tomada em noivado por Harry Lazar o filho do ferreiro, rapaz mais rico e desejado de Daggorhorn, mesmo seu coração já pertencendo à Peter (ou pelo menos é isto o que ela acha).


Após uma caça ao lobo com desfexo desastroso e mais uma morte terrível, caçadores de lobisomens chegam à cidade, um banho de sangue promovido pela criatura mancha as ruas e mais ainda o coração e as mentes dos aldeões.

Nada será como antes, Valerie sente o desejo...além da indecisão entre dois homens...há o lobo...e...ele a quer.





Quem é o lobo?? Como termina esta história de amor?? Teremos um Felizes para Sempre??
O final nos deixa enlouquecidos...e em contagem regressiva!!!

Como todos os livros da Editora iD, este na contra capa nos indica não uma, mas desta vez duas páginas para leitura...uma maneira fantástica de aguçar a curiosidade dos leitores. Neste caso as páginas são 332 e 333, vá até a livraria mais próxima e confira!

http://www.editoraid.com.br/agarotadacapavermelha/



Personal Demons foi aprovadíssimo pelo Controle de Qualidade da Guardiã da Meia Noite!!


Resenha do Blog:

Por Scheila Flores

Nenhum comentário:

Postar um comentário