sábado, 26 de dezembro de 2015

#TheLibrariansBR - Top 5 das mais belas bibliotecas do mundo de acordo com o Canal Universal

Além de guardar conhecimento algumas das bibliotecas pelo mundo são lindas de se ver e algumas até possuem um toque sobrenatural pela idade e histórias fantasmagóricas, registradas por bibliotecários através dos tempos.

O Canal Universal, que exibi a fantástica e sobrenatural série que fala desses anônimos funcionários, 'The Librarians', cuja 2ª temporada estreou em novembro no Brasil; mostra que em tempos de internet há quem acredite que as bibliotecas não perderam sua função, mas que agora se tornaram templos do conhecimento, com um toque de magia e mistério, não só um lugar onde livros são guardados. Onde as antigas edições de alguns livros e o lugar onde estão guardados, em si, já possuem algo que só os aventureiros do saber, como os da série 'The Librarians', percebem.


Com tanto conhecimento em um único lugar é difícil conter a curiosidade dentro de prédios que abrigam bibliotecas, especialmente os mais antigos e com trabalho arquitetônicos que, como diria o bibliotecário Jacob Stone, "é a arte onde se mora"... Sendo que nesse caso, em que se estuda.

Alguns prédios são tão belos, que não dá nem vontade de sair de dentro e para inspirar a busca por conhecimento, o Canal Universal selecionou 5 bibliotecas, que possuem renomados acervos e também pela sua arquitetura magnífica.

1. Biblioteca do Mosteiro de Admont – Admont, Áustria

Construída no sudeste da Áustria em 1776 a biblioteca do Mosteiro de Admont é de tirar o fôlego. O arquiteto barroco Joseph Hueber foi o encarregado por desenhar o prédio, que possuiu sete cúpulas, todas decoradas com arte de Bartolomeo Altomonte representando épocas diferentes do conhecimento humano. Ela ainda é conhecida pelas esculturas “Four Last Things” de Joseph Stammel que trazem à vida: morte, céu, inferno e o julgamento final.

Biblioteca do Mosteiro de Admont – Admont, Áustria (Foto: Divulgação)

2. Biblioteca do Mosteiro de Wiblingen – Ulm, Alemanha

Completada em 1744 a ala norte do mosteiro de Wiblingen é um verdadeiro templo ao conhecimento. Desenhado pelo arquiteto Christian Wieddermann o prédio é mundialmente reconhecido pelo seu estilo rococó e pela bela pintura de Franz Martin Kühn no teto do prédio.

Biblioteca do Mosteiro de Wiblingen – Ulm, Alemanha (Foto: Divulgação)

3. Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra – Coimbra, Portugal

Finalizada em 1728 esta biblioteca contém mais de 70 mil obras, divididas em três salas, cada uma com dois andares. As estantes são feitas de carvalho duro o que ajuda a manter insetos longe das publicações. Para ajudar o prédio ainda conta com um grupo de morcegos, que vive dentro dos muros saem todas as noites para se alimentar os insetos que estiveram nas redondezas.

Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra – Coimbra, Portugal (Foto: Divulgação)

4. Biblioteca Nacional Klementium – Praga, República Checa

A Clementium já foi descrita como a “perola barroca de Praga” por seu interior ricamente ornamentado com ouro. Construído em 1722 o prédio originalmente pertencia aos padres jesuítas, em 1781 foi convertida na biblioteca nacional e em 20005 entrou para a lista de patrimônios da UNESCO.

Biblioteca Nacional Klementium – Praga, República Checa (Foto: Divulgação)

5. Gabinete Real de Leitura – Rio de Janeiro, Brasil

Localizado no centro da capital carioca este edifício guarda uma da maiores e mais raras coleções de livros em português. Finalizado em 1887 o interior do prédio foi construído em estilo Neo-Manuelino. Um dos destaques da arquitetura é o Altar da Pátria, uma obra prime em mármore, marfim e prata comemorando as descobertas portuguesas.

Gabinete Real de Leitura – Rio de Janeiro, Brasil (Foto: Divulgação)

Qual delas você gostaria de visitar? Programe-se e faça seu 2016 um ano de mais conhecimento em sua vida. Porque conhecimento nunca é demais.

Publicação original no site do Canal Universal, na página da série 'The Librarians':
http://universal.globo.com/programas/the-librarians/

Fonte: Universal


Nenhum comentário:

Postar um comentário