sábado, 22 de setembro de 2012

A 'Doce Vampira' de Ju Lund

"Deixe-se encantar pela vampira de Ju Lund,
desarme-se e a deixe entrar."


Atualmente a Literatura Fantástica não só levantou a bandeira de NÃO A CENSURA LITERÁRIA, que limita a criatividade dos autores, como é o primeiro estilo literário de minoria marginalizada a ganhar o mundo.

A arte não deve ter limitações, ou censura quando tem argumentos com propriedade. Se não gosta do assunto, ou se a religião não permite, é só não consumir. Atacar quem não compartilha de uma mesma opinião ou filosofia religiosa, que é um verdadeiro ato criminoso de desrespeito e pura discriminação. Por isso, aceitar certos conceitos ditos tradicionais hoje, com uma cultura onde a multiplataforma mostra ser o futuro dos contadores de história, é limitar culturalmente a arte de um povo. Nem sempre sair dos padrões, é produzir algo ruim. (Lembrando que a literatura clásssica surgiu numa época onde só homens tinham direito a educação.)

Sempre falo que a boa história, é boa e pronto. Desde que conte uma história que sirva ao seu propósito, não importa se o foco é o público infantil, ou adolescente, ou adulto. Masculino ou feminino. Se a literatura é Queer ou não. Escrita por um religioso ou um ateu...

E foi com o espírito de unir e pela busca de uma boa leitura (sempre), que tive o prazer de aceitar a tarefa de ler um texto, escrito pela autora contista Ju Lund. Conhecida pelos leitores/ouvintes do Contos Sobrenaturais, por suas histórias fantásticas com um toque de roteiro de 'Arquivo X', a qual faz parte dos Autores Fora de Série, Digital Rio.

O texto em questão é o primeiro romance da contista, que mescla a literatura Fantástica, a Queer e a Chick, de uma forma surpreendente. Um livro que mistura na dose certa um universo fantástico com foco nos vampiros, ao mais realístico da literatura Queer, sem deixar de ter o toque de sensibilidade, que só os talentos da literatura Chick conseguem alcançar em seus textos.

O livro 'Doce Vampira', publicação da Editora Ornitorrinco, possui os três estilos e também (mesmo que a autora tenha me dito não conhecer mangás e animes Yaoi/Yuri), certa similaridade com os textos escritos por autoras japonesas; o que quebra um pouco do romantismo dos textos Chick tradicionais e cria um novo estilo para a literatura fantástica, o Queer Chick. E como a maioria dos textos de Ju Lund, não falta a carga de mistério no melhor estilo 'Arquivo X'.
Sinopse:

"Eduarda é uma garota humana comum que se envolve com um ser de outra raça, uma vampira chamada carinhosamente de “E”.

Tudo começa bem, porém, seu romance é conturbado – os pais e a sociedade não aceitam. Ela precisa enfrentar dois tipos de preconceitos: amar alguém do mesmo sexo e que é uma vampira!

Sua família tenta separá-las, mas Duda luta por seu amor. No entanto, nada é tão simples e as coisas são bem diferentes do que imaginava.

Ela está sozinha no meio de muitas incertezas e algo estranho acontece. A situação simplesmente sai de seu controle.

Tentando lutar por sua felicidade e também por sua segurança, a garota joga-se em busca de sua vampira. É então que ela percebe: as coisas podem piorar."


Saiba+:

Site Oficial da autora Ju Lund
www.julund.com.br

Site Oficial da Editora Ornitorrinco
http://editoraornitorrinco.com.br/

2 comentários:

  1. Uau totalmente sem folego: A capa é linda a sinopse chamativa e eu louca de vontade de ter o livro em mãos.
    Ansiosa e aguardando a data de lançamento. Eba, eba.
    Bjos

    ResponderExcluir
  2. Como disse a Shara: UAU!!!!

    A sinopse desperta a curiosidade de saber como a Duda vai fazer para ficar com "sua vampira" e a capa é está linda demais!!!!

    E agora é só esperar o lançamento!!!

    Xero!

    ResponderExcluir