sexta-feira, 7 de setembro de 2012

Queen of the Damned - 2002


O filme 'Queen of the Damned' faz 10 anos de produzido em 2012. Trata-se de um ótimo filme, muito bem produzido e com uma qualidade primorosa para um filme com vampiros (famosos por serem geralmente muito 'trash'). Porém, como fã de Anne Rice e conhecedora da história do vampiro Lestat e os outros vampiros criados pela autora, afirmo que é uma das piores adaptações que já vi.

Como pode ser um bom filme e ser uma péssima adaptação?

No que diz respeito a um filme do gênero terror com vampiros, definitivamente a produção é requintada, muito bem feita em todos os sentidos. Desde a primorosa trilha sonora, que se preocupou da trilha musical (que incluía músicas feitas para o vampiro Lestat cantar) até o som dos confrontos e lutas entre as fantásticas criaturas sobrenaturais. Aos melhores efeitos digitais, na época, tanto que ainda hoje não teve ninguém que fez melhor em relação ao efeito visual da supervelocidade vampiresca.

O roteiro não é mal escrito só que está mais para uma bela fanfic, que roteiro adaptado. Assim como acontece nas famosas fanfics, os roteiristas fizeram exatamente como os fãs que escrevem tais histórias, ou seja, contaram a história como acharam que deveria ser, ignorando quase tudo que a autora narrou em seus livros. Manipulando a história ao seu bel prazer.

Resultado, além de muitos fãs frustados, Anne Rice ficou muito irritada e magoada com a produção. Nunca perdoou o que fizeram no filme com seus amados vampiros. Inclusive a 1 anos atrás, eu estava na Bienal do Livro RJ 2012, diante de Anne Rice, e fui uma das várias fãs presentes que ouviu da boca da própria autora o relato do que fizeram a ela durante a produção e a sua história. Ela, por várias vezes, pediu para que não fizessem o que pretendiam, tentou dar consultoria a produção (como aocnteceu em 'Entrevista com o Vampira') e foi ignorada.

Seja uma produção com grande investimento ou pouco, por mais bem feita que fique, ainda há quem entre os fãs que vai reclamar, alegando que faltou isso ou aqui. (Infelizmente no cinema não tem como incluir tudo que há num livro e vamos ser sinceros, a graça ainda é ver o filme e ler o livro.) No entanto, o filme precisa ter a essência primordial da históira contida no roteiro e isso não ocorre em 'Queen of the Dammed'.

Começa com Lestat, que tem o Stuart Townsend perfeito na interpretação de O VAMPIRO LESTAT mesmo moreno, mas que volta e meia tem uma espécie de crise de dupla personalidade, onde temporariamente ele ganha a de Louis. Falando no adorável e deprimido "amigo" de Lestat, ele foi simplesmente ignorado na história. Pior, ainda colocaram a Jesse para fazer a vez de Louis no filme.

O curioso é que, enquanto os roteiristas "viajavam" na história, os únicos que parecem ter feito a lição de casa em relação aos livros, foram os que trabalharam na Direção de Arte, que tentou bravamente incluir pequenos detalhes que só quem leu os livros irá encontrar. (Acredito que tentaram caracterizar o Stuart Townsend como o Lestat dos livros, pois vemos reflexo aloirados nos cabelos catanhos do ator.)

Voltando ao roteiro, Marius também é modificado, além de fazer a vez do criador de Lestat (que não foi criado pelo vampiro nos livros), ganha a personalidade de Benjamin. Maharet aparece, mas dão sumiço na irmã dela e em vários dos antigos. No fim das contas até fiquei feliz das aparições relâmpago de Pandora e de um loiro Armand terem sido amenizadas, graças ao bom senso do editor (creio eu, já que o diretor filmou tudo que estava no roteiro), que optou por não usar a cena gravada com as apresentações dos vampiros.

Eu confesso que realmente acho que o Stuart Townsend captou melhor a personalidade do Lestat que o Tom Cruise em 'Entrevista com o Vampiro', que nem a ideia de mantê-lo moreno e dos "momentos Louis" conseguiu quebrar. Infelizmente o medo de manter a produção fiel também pode ter contribuído, na minha opinião, por um roteiro fanfic. Porque aquilo que é sutilmente sugerido em 'Entrevista com o Vampiros' é assumido em 'Queen of the Dammed'. (Se eu contar vou espoliar a história, então melhor ler os livros.)

Além disso, a história de 'Queen of the Dammed', 'A Rainha dos Condenados' como foi traduzido o livro 3 das Crônicas Vampirescas, inicia no livro 2 ('O Vampiro Lestat'). Creio que além do polêmico assunto dos livros (que limita o público e frusta os estúdios em relação ao lucro provavelmente moderado do filme em relação a quantidade de investimento que seria gasto), tem também o fato de ser na verade a adaptação de dois livros e por isso precisaria obrigatoriamente produzir no mínimo uns 4 filmes, para tentar um pouco de fidelidade a história. São dois livros, com muitas histórias paralelas a Lestat (e o show) e personagens com histórias igualmente complexas... Logo o melhor para uma adaptação, ainda seria a produção de uma minissérie, por uma TV fechada americana.

Então para quem curte uma boa história de vampiros, acredito que o filme é uma ótima pedida. (Eu sou a ovelha negra dos fãs da Anne Rice, pois adoro o filme.) Quem gosta de histórias com boa trilha musical, também não falta boa música com foco no rock. Porém quem leu o livro e espera fidelidade quanto a história original, não terá nada além do Stuart Townsend dando show como o vampiro Lestat... Moreno.

Por isso afirmo que 'Queen of the Dammed' é um ótimo exemplo de filme de vampiro bem produzido, (passando longe dos filmes 'trash' que os fãs de tais filmes estão acostumados), mas uma péssima adaptação (porque os roteiristas pisaram feio na bola ao optar por escrever uma fanfic no lugar de um roteiro bem adaptado).

Quem curte CD de trilha de filme e/ou um rock de qualidade, fica a dica, 'Queen of the Dammed' é um dos melhores CDs que já ouvi.

Track Listing

Leia também sobre a adaptação de 'Entrevista com o Vampiro', na Coluna CineLivros do Portal Ju Lund: http://portal.julund.com.br/site/cinelivros

Nenhum comentário:

Postar um comentário