quinta-feira, 8 de março de 2012

Dia da Mulher, Vampiras, Succubus...

Muita gente acha que o Dia Internacional da Mulher é só mais um dia, mas para quem não sabe o dia 8 de março foi escolhido e dedicado as primeiras mulheres que começaram a luta pelos direitos iguais, que iam desde melhores condições de trabalho até o direito ao voto. No entanto, a origem da data surgiu por causa do dia 8 de março de 1917, com a greve das operárias da indústria têxtil contra a fome, contra o czar Nicolau II da Rússia e contra a participação do país na Primeira Guerra Mundial, que precipitou os acontecimentos que resultaram na Revolução Russa.

Por isso no dia de luta pela igualdade feminina, não poderia deixar de falar das heroínas fantásticas, em todos os sentidos, do mundo sobrenatural. Personagem que inspiram o melhor das mulheres.

Guerreiras, humanas ou não, elas estão sempre dispostas a lutar não somente pela igualdade de direitos e o respeito, mas por aqueles que amam.

Heroínas que lutam para salvar seus amados, amores e amantes, sempre movidas pelo coração. Protegem aqueles que amam seja da família, amigos... Mas não pensem que podem manipular uma guerreira pelo coração, pois se ela descobrir que está se aproveitando de sua boa vontade... Hasta la vista, baby! Perdeu, playboy!

Aproveitando a estreia de "Anjos da Noite 4 - Despertar" (Underworld: Awakening), começo com a vampira Selene (Kate Beckinsale), a qual é uma das guerreiras mais poderosa entre os vampiros, temida e admirada, ela sempre luta por aqueles que ama. Protegendo os seus com unhas e dentes... Literalmente.

Também há a heroína da série cinematográfica "Resident Evil", Alice (Milla Jovovich), uma humana com "DNA zumbi", que luta contra aqueles que não se importam com quem prejudicam, desde que eles tenham poder e grana no bolso. Destruir o mundo não é problema para o pessoal da Umbrella, mas Alice também não terá pena de destruir todos os membros da organização, seja quem for e onde estejam.

Saindo da telona, vamos para a telina, duas das atuais heroínas da TV que estão dando o que falar é a succubus Bo (Anna Silk) da série "Lost Girl". Que luta contra o sistema do mundo sobrenatural, não se curvando a nenhum dos dois clãs (o da galera do bem e o do mal). Bo luta pela própria liberdade, pelo direito de escolha e para proteger os humanos que estão no meio da guerra milenar dos dois clãs a séculos.

Enquanto em uma cidadezinha no interior dos Estados Unidos, a Elena (Nina Dobrev) de "Vampire Diaries", luta para continuar viva, manter sua família e a cidade natal segura, além de buscar pelo amor de seu doce vampiro Stefan. Enquanto tenta descobrir o que sente pelo irmão dele, Damon.

No mundo da literatura, atualmente, minha paixão pelos livros nacionais me fizeram encontrar várias heroínas fantásticas e a lista é bem grande. Por isso, já que falei de duas do cinema e da TV, vamos a duas delas.

Minha favorita é a Kara, da série literária "Alma e Sangue" da Nazarethe Fonseca, a qual teve que lutar muito por seu amor imortal, mas que também não negou ajuda a outros amados e amigos de sua vida. Uma da guerreiras mais fantásticas do mundo dos vampiros da literatura atual, Kara é tão poderosa quanto as heroínas dos filmes e series que mencionei.

A outra é a atrapalhada Jessi da Trilogia "A Caçadora" da autora Vivianne Fair, uma heroína as avessas, um tanto atrapalhada e que sempre se mete em encreca, ela ainda consegue salvar seu amado vampiro Zack vez ou outra.

Nesse dia queria inumerar as várias heroínas, mulheres guerreiras que já surgiram tanto no cinema, como na TV e na literatura, mas a lista é grande. Porém acho que as seis aqui, representam bem todas as outras, do presente e do passado, as quais mesmo que sejam personagens da ficção, são inspiração já que possuem uma essência do que as mulheres são e serão capazes de fazer. Basta acreditarem que podem.

Feliz Dia das Mulheres!

Nenhum comentário:

Postar um comentário