quarta-feira, 14 de março de 2012

A Canção do Súcubo

ATUALIZAÇÃO: 5 DE ABRIL DE 2012 + DICAS DE OUTROS LIVROS DO TIPO

O primeiro volume da série Georgina Kincaid, da autora Richelle Mead, se chama 'A Canção do Súcubos' e é uma ótima pedida de leitura para quem gosta de histórias sobrenaturais e de conteúdo adulto. A história é contada na primeira pessoa, onde a autora narra os acontecimentos presentes e passados de um lendário demônio conhecido, em sua forma feminina, por succubus (o qual na forma masculina é chamado de incubus). Revelando um pouco da vida de Georgina e de como se tornar um ser infernal, descendente de Lilith, que em algumas lendas é apontada como a primeira da espécie. (Lilith seria a primeira mulher de Adão, a qual por exigir direitos iguais e não aceitar ser submissa a homem algum, teria sido amaldiçoada pelo deus hebreu.) Porém as lendas sobre succubus e incubus são muito variadas.

Na narrativa da Richelle Mead temos uma personagem feminina bem construída, cativante e divertida, com amigos bem interessantes, como um duende (muito do safado), o qual tem um poder demoníaco dos mais perversos... Ele seria a versão sobrenatural legítima de um advogado do diabo, por assim dizer. Só lendo o livro para entender.

No entanto, a intrigante demônio mostra ter um pouco mais de escrúpulos que o amigo duende. Ela trabalha em uma livraria e até tenta ter uma vida normal, ter amigos humanos, além dos sobrenaturais, que além do duende incluiu outros tipos, como vampiros. Porém, quando não está trabalhando na livraria, Georgina está corrompendo algum homem sem escrúpulos por ai, porque ela não gosta muito de atacar os bonzinhos... Talvez só os mais bobinhos e carentes. (A carne é fraca, sabe como é.)

Eu, particularmente, adoro esse tipo de livro, que fica distante da literatura Young Adult, pela qual a Richelle Mead ficou conhecida e de tantas outras do tipo, que invadiram as prateleiras das livrarias brasileiras. Mesmo que a autora tenha escrito o sucesso adolescente 'Academia de Vampiros', uma dica para a galera teen, a série Georgina Kincaid não é uma leitura recomendada. Mesmo para alguns adultos, porque pode esperar por humor negro, cenas quentes e assuntos "impróprios". Não recomendo tanto para adolescentes, como para pessoas que em geral não tem o hábito de ler livros de conteúdo adulto. Porque o tema sexo será discutido de todas as formas no decorrer do livro. Não é romance água com açúcar porque a protagonista é uma demônio succubus, que para quem não sabe, é um ser sobrenatural lendário, motivado pelo sexo.

No entanto, a protagonista dessa história vai cativar o leitor, creio eu, muito mais com seu ótimo senso de humor e/ou sua paixão pela série de livros de um autor famoso. Georgina vai arrancar risadas do leitor, tanto daqueles que se identificam com ela como fã de um determinado escritor, como daqueles que possuem um senso de humor tipo Addams. (Por isso se for uma das duas opções - ou tipo eu, as duas - não recomendo ler o livro em lugares como uma fila de banco. Porque vai cair na risada sem querer... Experiência própria, uma senhora idosa me viu rindo, enquanto esperávamos na fila, e perguntou que livro era aquele. Sabendo que se falasse o nome, a pergunta seguinte seria "O que é súcubo?", eu só falei que era um livro sobrenatural. O que já foi o suficiente para ela perder o interesse. Uma coisa comum de acontecer. Pessoas idosas, geralmente, não se interessam pelo assunto. Isso quando não resolvem tentar salvar a minha alma... Minha sorte foi que a fila andou.)

O livro de Richelle Mead cativa o leitor fácil, o que talvez explique, é o fato de Georgina ser uma demônio muito simpática, com amigos (a maioria do sexo masculino) também interessantes e tão divertidos quanto ela. É uma ótima indicação de livro (se não for para a vovó na fila do banco), muito bem escrito e traduzido. Para quem não sabe a brasileira Martha Argel (Autora de vários livros vampiresco, como 'Relações de Sangue', publicação da Giz, e 'Amores Proibidos', publicação da Llyr.) que fez a tradução para o português do primeiro e do segundo volume da série.

No Brasil foram publicados 4 dos livros da série, os quais quando se começa a ler, não dá para parar. Infelizmente histórias com esse ser sobrenatural é coisa rara. Pouco é traduzido aqui no Brasil, assim como pouco é feito com o tema. Lamentável! Porém, para alegria de quem curte histórias do tipos, achei uns "perdidos" no Skoob.


OUTRAS HISTÓRIAS QUE ENVOLVEM OS DEMÔNIOS SUCCUBUS E INCUBUS:

- O livro 'Súcubo: Lúxuria' de M.R Gonçalves temos a história de uma tradicional súcubo. Sexy socialite que aposta no poder da mente e em sua força de vontade, assim como tem a certeza que a carne é fraca. Até onde alguém iria na busca do prazer?







- O livro 'Incubus' de Ray Russell conta a história da cidade de Galen, no interior da Califórnia, nos Estados Unidos, que seria apenas uma outra cidadezinha se um tenebroso assassino não iniciasse uma onda de terror, atacando mulheres brutalmente. Confundindo as autoridades, que não consegue imaginar a naturaza do ser responsável por tais atos hediondos.


Tem no Skoob:
http://www.skoob.com.br/livro/11220-incubus


A rádio Digital Rio também produziu, em parceria com o Contos Sobrenaturais, uma antologia com contos de ambos os tipos de demônios, o audiobook 'Vampiros de Alma - A lenda de Succubus e Incubus'. A primeira antologia no formato audiobook teve a participação da autora Ana Lúcia Merege e prefácio escrito pelo autor Adriano Siqueira. A antologia contém o mais variado gênero e estilos de contos envolvendo as duas fascinantes e lendárias criaturas sobrenaturais, indo do romance ao terror.

Saiba maiores informações e faça o Download Free:
Tem no Skoob:


Já quem curte série de TV, há a série canadense 'Lost Girl' (sobre Lost Girl - 1ª Temporada e Lost Girl - 2ª Temporada), dedicada inteiramente a forma feminina desse demônio. No entanto, quem é fã de vampiro, com certeza conhece a série 'Blood Ties'(sobre Blood Ties - 1ª Temporada e Blood Ties - 2ª Temporada), série baseada nos 'Blood Books' da Tanya Huff, que teve um episódio sobre a forma masculina de tal criatura. (BREVE POST SOBRE AMBAS AS SÉRIES.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário