domingo, 4 de março de 2012

Ler com Todos os Sentidos

Não é incomum eu associar música a livro, criando minha própria trilha para meus livros favoritos. Algumas vezes o próprio autor ou autora ajuda nisso. Porém algumas trilhas de livros parecem que evoluem e se torna uma lembrança marcante, ligada aos meus sentindos. Um exemplo do que falo são as músicas do cantor japonês Gackt, que sempre irão me lembrar as histórias da vampira Kaori da autora Giulia Moon (e meu querido vampwatcher Samuel Jouza).

Só que não é só a música que pode marcar uma leitura. Quando lemos um livro que nos envolve, a experiência da leitura pode ir além... Como, por exemplo, lembrar do livro sempre que sente um aroma em especial, uma sensação térmica ou mesmo algum alimento que comeu muito enquanto li. Quem nunca sentiu isso está perdendo uma fantástica experiência... Em todos os sentidos.

Eu até hoje sinto o cheio do perfume 'Absinto' da Água de Cheiro e lembro do meu primeiro encontro com o vampiro Lestat da autora Anne Rice, enquanto lia os 4 primeiros livros de suas Crônicas Vampirescas.

Recentemente tal experiência tornou a ocorrer, enquanto lia a saga Alma e Sangue da autora Nazarethe Fonseca. O calor do verão me lembra a leitura do primeiro livro da saga, Alma e Sangue - O Despertar do Vampiro, mas o perfume 'Absynthe - Christian Lacroix' da Avon me lembra a história, em especial o Rei dos Vampiros, Ariel Simon.

A leitura é importante não só pelo conhecimento, mas pela simples experiência de aguçar os sentidos. Causando prazer ou desconforto, tirando o sono ao envolver o leitor em outro mundo... Seja nas páginas de um livro ou através de uma tela num eBook, são os interesses pessoais de cada leitor que vão tornar o livro marcante ou não, criando uma rede de sensações e associações ligadas a simples experiência de tal leitura.

Hoje vi um documentário sobre a internet ter causado a necessidade da busca constante por informações, mas que se perdem num único click. Os mais velhos acusam os jovens de não terem foco em nada por ter acesso a muitas informações fáceis. Eu acredito que tudo tem seus pós e contras, e não é evitando a informação que as coisas serão resolvidas. É como um escritor que não quer ler livro algum, para não ser influenciado. Ele nunca vai aprender a escrever bem, se não tiver contado com o trabalho de outros escritores para aprender como faz. Só então poderá criar seu próprio estilo.

Ler sempre será a melhor opção, só precisamos aprender a selecionar melhor e para isso precisamos continuar lendo.

Música de Kaori e Samuel (Livros série Kaori)


Música do vampiro Lestat (Filme Entrevista com o Vampiro)


Minha música para o rei dos vampiros Ariel Simon


"Quando as pessoas estão bem informadas, elas tomam decisões melhores." (Chris Cox - Vice President Facebook)

Nenhum comentário:

Postar um comentário