quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Coquetel e debate Tarja

No dia 11 de novembro, em São Paulo, a Tarja Editorial (editora parceira) promove um coquetel e debate, com autores da antologia 'A Fantástica Literatura Queer'.

Composta de 2 volumes, o Vermelho e o Laranja, essa antologia tem a literatura fantástico como foco, como outros livros publicados pela Tarja; mas esses dois livros em particular possuem um segundo publico alvo. A temática de 'A Fantástica Literatura Queer' já está explicada no nome, mas a seleção dos autores e contos foi feita especialmente para quem aprecia, antes de mais nada, a boa literatura e não tem preconceito quanto a rótulos. Afinal o que é bom, é bom. E isso fica claro ao encontrar entre os contistas, com contos focados no público de Literatura Fantástica + Literatura Queer, autor/leitor de um outro tipo de textos, que encontrou seu espaço nessa antologia fantástica. Falo dos ainda um tanto discriminados autores de fan-fiction ou fanfic.

Esses autores geralmente começam a escrever seus textos a partir de personagens de outros, o que desagrada alguns, dado aos direitos autoras. Porém é bom lembrar que um verdadeiro fã, nunca faria nada para prejudicar seu autor favorito e escreve textos basiados nas obras favoritas por puro amor a elas, não ganhando nada além da satisfação de ajudar a divulgá-las. O melhor exemplo de verdadeiros fãs e escritores de fanfics, está no poderoso fandom de Harry Potter. Onde parte da divulgação da obra de J.K Rowling aconteceu graças a esses leitores/autores, os quais ajudaram muito para os livros ganharem o mundo. Simplesmente levantando questões, como a do tema do debate dessa antologia: "E se Harry Potter fosse gay?"

Muitos fãs de fanfic começaram a escrever exatamente por questionarem algo nas obras favoritas e pensarem em outras direções para as criações de seu(s) autor(es) favorito(s). E entre esses fãs, temos os de histórias conhecidas por yaoi, um gênero específico de mangá/anime japonês, que fala exclusivamente de relacionamento homoafetivo entre homens. O destaque para esse fandom, em especial, é por conseguir a façanha de ultrapassar a fronteira do fã, se tornando um grupo composto também de autores reconhecidos profissionalmente. Isso porque o gênero começou quando algumas mangakás (desenhistas de quadrinhos) japonesas, começaram a roteirizar histórias em mangá com personagens alheios (conhecidos por "doujinshi") e depois criaram seus próprios, abrindo portas para não só um novo gênero, mas para um mercado inteiro composto de histórias originais.

Isso parece que está acontecendo aqui no Brasil, mas entre os contistas, já que alguns escritores de fanfics yaoi (em texto) resolveram se aventurar na literatura, criando histórias originais, mas que mantém toda a essência dos mangás/animes yaoi japoneses. Como foi o caso da autora Monica Malheiros, mais conhecida como Blanxe do Blyme-yaoi, que participa de um dos volumes da antologia da Tarja.

Então se o assunto te pareceu interessante e a questão "E se Harry Potter fosse Gay?" despertou sua curiosidade, não deixe de comparecer ao debate na capital paulista, onde alguns dos autores vão falar sobre o tratamento da sexualidade na Literatura Fantástica.

O evento acontecerá na Cultura do Bourbon (veja como chegar), às 19h, e tem a participação confirmada dos organizadores da antologia, Rober Pinheiro e Cristina Lasaitis, juntos dos autores Alliah Art Insane, Cesar Sinicio, Eric Novello, Camila Fernandes (Mila F) e Renato A. Azevedo. Além da presença de outros autores de literatura fantástica e editores.

CLICAR NO CONVITE PARA AMPLIAR

NOTA: Além de várias informações e dica de leitura, o site Blyme-yaoi também divulga o que há no mercado brasileiro e o que está para chegar, assim como tudo que se relaciona ao assunto. O que é legal e o que não é. Também divulgando dicas para aqueles escritores de fanfic que querem se aventurar como autores, indicando seleção de antologia que podem ser relacionadas ao tema yaoi, tipo a da Editora Draco (outra editora parceira), Erótica Phantástica (http://blyme-yaoi.com/main/2011/07/13/antologia-de-contos-eroticos-fantasticos/).

Se quer saber mais informações sobre o gênero japonês yaoi, visite o site:
www.blyme-yaoi.com

Saiba maiores detalhes dos livros e autores da Tarja, visitanto o site da editora:
www.tarjaeditorial.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário