quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

#DicasSobrenaturais - Filme sobrenatural no conforto da novidade do UCI NYCC


No dia 31 de Janeiro o Blog Contos Sobrenaturais foi conferir no UCI Cinemas uma novidade muito especial.

Em parceria com o Portal Tabula Rasa, passei parte do meu dia de aniversário trabalhando e também curtindo um cineminha. (Amo meu trabalho!)

Eu, junto com a editora chefe do Tabula Rasa Louise Duarte, assistimos 'Moana' da Disney, na versão dublada e em 3D, aproveitando a novidade do UCI New York City Center, as poltronas SuperSeats.

Assistindo 'Moana' em 3D, além de conferir um dos melhor filmes de animação da Disney já feito, que mescla várias lendas e histórias sobrenaturais, a uma trama emocionante e envolvendo que fala de vocação, motivação, família e tradição; também pude testa todas as vantagens das novas poltronas do UCI NYCC. E também devo dizer que além de um ótimo roteiro, 'Moana' teve um trabalho de dublagem bem feito e a versão em português ficou melhor que os últimos filmes que ganharam versão brasileira do estúdio no país. Porém ainda não lembram em nada os trabalhos maravilhosos feitos no passado, onde dublagem e, principalmente, a versão em português da trilha musical tinham o mesmo cuidado. (Como nas produções 'O Corcunda de Notre Dame', 'Cinderela', 'Branca de Neve', entre outras antigas e clássicas animações Disney.)

Falando da novidade do UCI, que já conta com salas especiais das mais variadas, de XPlus (com a nova tecnologia Dolby Atmos, que já conferi ano passado vendo 'Animais Fantásticos e Onde Habitam') até a sala DeLux, agora algumas das salas normais têm as poltronas SuperSeats.

Essas poltronas já estão disponíveis no UCI NYCC e tem o objetivo de oferece mais conforto ao público, seja em sessões em 2D ou 3D, dependendo da sala e filme escolhido. Mais largas e com encostos reclináveis, as poltronas contam com braços individuais, ou seja, não precisa dividir o espaço ou o apoio do refrigerante com ninguém. No entanto, também contam com lugares "love seat", que possuem quando braço móvel e torna as poltronas  um confortável sofá, para os casais que gostam de ver filmes abraçadinhos.

A novidade foi instalada em algumas das salas do UCI New York City Center, ao centro, buscando um melhor posicionamento em relação a tela e do som.

Ao todo são 230 poltronas no complexo UCI da Barra, em 8 salas. Quem for ao cinema poderá escolher o filme e uma das salas com poltronas SuperSeats, que estão nas salas 2, 3, 5, 12, 14, 15, 17 e 18, pagando apenas um acréscimo ao valor normal do ingresso.

O valor somado ao ingresso é de R$ 4,00 (para quem paga inteira) e R$2,00 (para quem paga meia), valor tanto para os filmes em 2D como para os em 3D.

O UCI New York City Center, na Barra da Tijuca, bairro da cidade do Rio de Janeiro, têm 18 salas e é considerado o maior complexo do país, com uma IMAX, uma XPlus e duas DeLux.

Vale dizer que os cinemas UCI fazem parte da vida dos brasileiros a quase 20 anos, com 23 complexos pelo país. Além da cidade do Rio de Janeiro, há cinemas UCI em São Paulo, Ribeirão Preto, Curitiba, Salvador, Recife, Fortaleza, Juiz de Fora, São Luís, Manaus, Belém e Campo Grande.

São 196 salas, que incluí 6 IMAX, até o momento a melhor tecnologia de imagem, especialmente para 3D. As salas IMAX se encontram nas cidades do Rio de Janeiro, São Paulo, Ribeirão Preto, Recife, Fortaleza e Curitiba.

Salas com exibição IMAX contam com uma tela gigante e projetor de alta resolução, quatro vezes maior do que a projeção digital normal. O resultado é uma imagem com maior brilho, nitidez e profundidade. Também têm caixas de som estrategicamente posicionadas, para uma percepção auditiva mais real. Depois de conferir várias salas que prometem alta qualidade de imagem e som no Rio de Janeiro, até o momento não tem nenhuma que supera a sala IMAX. (Vale o ingresso em tudo que promete!)

Leia também: DICAS SOBRENATURAIS
Leia+: #CinemaSobrenaturais

Para saber mais do parceiro do Contos Sobrenaturais, visite o Tabula Rasa em:
http://tabularasa.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário