quarta-feira, 22 de abril de 2015

#Vingadores: #EraDeUltron


O que acontece quando brincamos de DEUSES...
Ou com os brinquedos de algum deles.

A continuação do campeão de bilheteria 'Vingadores' da Marvel, o filme 'Vingadores: Era de Ultron' (Avengers: Age of Ultron), ou no Brasil simplesmente 'Vingadores 2', dirigido e escrito por Joss Whedon, não decepciona ao dar continuidade a história do grupo de heróis humanas e o deus nórdico Thor.

A narrativa inicia com o grupo indo atrás do cetro de Loki, roubado pela Hidra. Tony Stark e seus "brinquedos" estão de volta, tomando a frente como AVENDERS, já que a SHIELD ainda tenta arrumar a casa após o golpe da HIDRA.


Junto de Stark estão o Capitão América, Hulk, Viúva Negra, Gavião Arqueiro e também o irmão de Loki, o "deus" asgardiano Thor.

O que a equipe de AVENDERS não esperavam é que a HIDRA estava brincando de criar deuses novamente. Desta vez usando o cetro de Loki, tecnologia asgardiana ainda incompreendida pela ciência humana, como tudo vindo de Asgard, mas isso não os impede de modificar os gêmeos Maximoff, Wanda e Pietro.


O primeiro a experimentar uma dose do poder de um dos gêmeos é Stark, ao ter Wanda entrando em sua mente e dando ao Homem de Ferro uma visão devastadora do futuro que o perturba profundamente. Já o restante do grupo enfrentam inicialmente Pietro que possui uma velocidade inumana, como vantagem ao enfrentar os inimigos.

O grupo consegue resgatar o cetro, mas a visão que Wanda deu a Stark o faz pensar em uma alternativa contra a HIDRA, usando a tecnologia asgardiana como base, o que ele só revela a Bruce, pois teme falar algo aos outros, especialmente Thor, e ser impedido de continuar a pesquisa que iniciaram.


Mesmo que Stark e Bruce pensem que estão fazendo algo diferente da HIDRA, em 'Vingadores: Era de Ultron' o foco não é somente até onde desenvolvimento tecnológico vai e "brincar de deus" começa. Um roteiro não só repleto de ação, referências e ótimas tiradas do grupo, agora de amigos, que brigam na mesma proporção que zoam uns aos outros; é também um alerta quanto a ignorância somada ao acesso a tecnologia sem um conhecimento aprofundado, pode levar não a evolução, mas a destruição da humanidade.

O roteiro também mantém a marca de Joss Whedon, onde ele consegue ser divertido, incluir muita ação e também filosófico, com poucos roteiristas são capazes.


Além dos atores Robert Downey Jr, Chris Evans, Chris Hemsworth, Mark Ruffalo, Scarlett Johansson e Jeremy Renner de volta aos seus marcantes papeis, Samuel L. Jackson também retorna como Nick Fury e Cobie Smulders como Maria Hill. A dupla Elizabeth Olsen e Aaron Taylor-Johnson, que interpretam os irmãos Maximoff, estão ótimos no papel de Scarlet Witch e Quicksilver.

Destaque para Paul Bettany, que é "promovido" de Jarvin para uma nova existência mais palpável, na forma do personagem de quadrinhos Visão, enquanto o ator James Spader empresta sua voz para o tecnológico vilão Ultron.


Outras participações seguem no decorrer do filme, como do amigo do Homem de Ferro James Rhodes, interpretado por Don Cheadle. A trama terá respostas finalmente dadas, mas em troca de novas questões a serem resolvidas em futuros filmes. 'Vingadores: Era de Ultron' é um filme cuidadosamente escrito e dirigido, com ótima produção visual, tanto em relação a fotografia como aos efeitos. Direção de Arte e figurino impecável, além de uma perfeita trilha sonora.

'Vingadores: Era de Ultron' estreia amanhã (23 de abril) nos cinemas do Brasil, pois teve sua estreia antecipada pela Marvel/Disney, disponível em versão 2D e 3D, em salas IMAX e XD, com cópias dubladas e legendadas.


Leia+: THOR E LOKI

Nenhum comentário:

Postar um comentário