terça-feira, 12 de julho de 2016

#Ghostbusters - Sobre as armas de #CaçaFantasmas

'Caça-Fantasmas' 2016 estreia nos cinemas brasileiros na quinta, 14 de julho, e depois de conferir o filme na Cabine de Imprensa do Rio de Janeiro, o Contos Sobrenaturais continua a divulgar algumas curiosidades, divulgada pela Sony Brasil. (Para ler a análise crítica do filme, clicar AQUI.)

Uma das coisas mais legais do filme é o armamento criado por Holtz, assim como vários dos equipamentos científicos usado por elas e também os veículos.



SOBRE EQUIPAMENTOS E VEÍCULOS

Parte do charme do filme 'Caça-Fantasmas' original é a mistura de baixa e alta tecnologia, algo de ponta que parece como se tivesse sido montada amadoramente por alguém em um galpão. Assim, no projeto visual dos dispositivos, armas, veículos e adereços, o desenhista de produção Jefferson Sage trabalhou com Paul Feig para trazer uma estética semelhante: embora o visual tenha sido definitivamente atualizado, tudo mantêm essa sensação de feitos em casa, como se a Holtzmann realmente os tivesse montado por conta própria.

"Queríamos construí-los inserindo o máximo de tecnologia extra diferente do filme original que pudéssemos, trazendo-os para os dias atuais, mas mantendo seu espírito de banda de garagem. Tudo parece que foi feito de peças que foram pescadas de lixeiras atrás das lojas de eletrônicos e em faculdades", diz Feig. "Queríamos que os espectadores pensassem: Se eu fosse inteligente o suficiente, eu poderia construir essas coisas."

"A ideia é que essas armas são feitas em seu próprio laboratório", diz Sage. "Holtzmann é uma engenheira brilhante, mas não é uma designer. Ela descobre como fazer a arma funcionar e, aí, cria algum tipo de invólucro para ela, é apenas uma forma de contenção para a tecnologia, não algo cuidadosamente projetado. Esse foi nosso ponto de partida, tivemos que penetrar fundo na mente da Holtzmann. Nós tivemos de pensar como ela pensaria."

À medida que mergulhavam cada vez mais fundo no cérebro louco da Holtzmann, os designers começaram a se concentrar em objetos achados e outros materiais que pudessem ser adaptados aos propósitos dela. "Ela é do tipo que encontra canos velhos na rua e enxerga nele um cano de uma arma", continua Sage.

"Você olha as armas e pensa: Ora, isso parece uma lata, mas eles fizeram alguma coisa com ela. O objetivo era casar o familiar com o novo propósito que Holtzmann teria inventado para o objeto."

Outra maneira de se transmitir essa qualidade "caseira" no novo filme é mostrando a evolução e as melhorias nas criações, como conta McKinnon.

"A evolução da mochila de prótons é uma subtrama em si", afirma a atriz. "No começo, há um protótipo que, ao final, se transforma numa arma de prótons de primeira qualidade. Você pode realmente ver as mudanças pelas quais a tecnologia passa como resultado dos esforços e do brilhantismo de Holtzmann. Inicialmente, quando elas vão até o metrô procurar seu fantasma, Holtzmann empurra um carrinho enorme, e ela tem que prender uma terrível coleira de cachorro elétrica para que a Erin possa atirar com ela, essa é realmente a primeira mochila de prótons. E aí, ao longo do tempo, Holtzmann descobre como conter e tornar tudo mais compacto para que elas possam carregá-las nas costas. As mochilas de prótons ainda não são pequenas. Elas não são leves. Não são convenientes. Mas elas são portáteis."

"Paul estava muito interessado na forma como retrataríamos a tecnologia", continua Sage. "É óbvio que tudo é fictício, mas Paul queria que parecesse real, como se realmente pudesse acontecer. Conseguimos contato com alguns físicos do MIT que nos explicaram toda a ciência real que poderia estar por trás desses dispositivos fictícios, o que foi ótimo, e eles se divertiram. Eles nos deram um monte de ideias da vida real que nos forneceram um alicerce no mundo real para tudo o que as Caça-Fantasmas usam."

Ele não está brincando, o físico de partículas da vida real James Maxwell, pós-doutorado pelo Massachusetts Institute of Technology, deixou de lado as questões mais importantes sobre a formação do universo para se tornar consultor técnico do filme, ajudando a dar aos seus adereços um pouco de verossimilhança do mundo real.

Sobre os veículos, primeiramente não seria um filme dos Caça-Fantasmas sem o Ecto-1, então, naturalmente, o carro está no filme. Porém, assim como as armas do filme original foram atualizadas, ocorreu o mesmo com seu carro.

O filme original de 1984 usou uma ambulância Cadillac 1959 adaptada e, para o novo filme, os realizadores escolheram um carro semelhantemente datado.

"Nós encontramos um rabecão Cadillac 1981-1983", diz Feig. "Queríamos manter a diversão do Ecto-1 original, mas criando o nosso. Eu simplesmente amei o modelo, as linhas elegantes, mas também o fato de ser quase um barco grande. Além disso, um carro fúnebre parecia apropriado para se trabalhar com os mortos-vivos. De posse do veículo, Jefferson Sage e sua equipe deixaram o carro bem legal - eu adorava a ideia de ter um teto vermelho no Ecto-1. A história é que o carro é do tio da Patty, por isso, decidimos que ele queria que as pessoas deixassem esta vida em grande estilo, e é por isso que ele tem teto vermelho. Eu amo a sua aparência."

"Um ilustrador trabalhou em vários esboços do carro e de como ele poderia ser, das formas mais extravagantes às mais discretas. Em última análise, decidimos que eles queriam que ele não parecesse muito sofisticado, mais uma vez, para dar a impressão de que Holtzmann poderia tê-lo construído ela própria." Porém Sage não parou no exterior. "Nós também projetamos o interior do Ecto com peças, partes e engrenagens penduradas", continua Sage. "Incluímos lugares para pendurar os armamentos, e as mochilas de prótons entram e saem deslizando sobre um rack deslizante". Que trata-se de uma homenagem ao filme original, no qual as mochilas de prótons deslizam pela maca da ambulância.

Mais uma vez, James Maxwell contribuiu com seus conhecimentos, explicando parte da ciência do mundo real que Holtzmann precisaria saber ao escolher a tecnologia que ela levaria a campo para a batalha contra o sobrenatural.

Um diretor de arte assistente foi designado exclusivamente para o carro durante semanas, equipando o teto com uma série de dispositivos com aparência de armamentos, arreios, tubos, tanques, uma sirene, um alto-falante, antenas, baterias e mais, para transformá-lo no Ecto-1.

No entanto, o reboot tem um novo veículo, a motocicleta do Kevin, o Ecto-2. E mesmo que os projetos da Holtzmann possam ter um aspecto de montagem caseira, eles foram montados por uma engenheira formada e com Ph.D. Por outro lado, a moto adaptada pelo próprio Kevin mostra como funciona a sua mente única. Porque Kevin não teria tido nem a formação científica nem os conhecimentos que Holtzmann tem, os cineastas optaram por não usar os conhecimentos do físico da vida real, Maxwell, com relação à motocicleta.

Leia+: #Ghostbusters

Leia também: CINEMA SOBRENATURAL

Curta a página de Caça-Fantasmas Brasil no Facebook:
https://www.facebook.com/CacaFantasmas

Redes Sociais da Sony Pictures Brasil:
Facebook
https://www.facebook.com/SonyPicturesBrasil
Twitter
http://twitter.com/sonypicturesbr
Instagram
http://instagram.com/sonypicturesbr
G+
https://plus.google.com/115623383281152016964
YouTube
https://www.youtube.com/user/SonypicturesBrasil

Fonte: Sony

Nenhum comentário:

Postar um comentário