sábado, 25 de outubro de 2014

#DicaDeLivro - O Vampiro da Mata Atlântica

NOTA: Desde Agosto passado (2014), que iniciou-se o resgate das antigas resenhas de livros do extinto programa de rádio, Seleção Digital. Vale lembrar que só serão publicadas aqui, as resenhas de livros de conteúdo sobrenatural, que após lidas ao vivo também tiveram sua versão texto publicadas. Porém as outras ainda poderão ser lidas no blog do antigo programa da rádio Digital Rio. (Clicar AQUI para ler outras resenhas.)


O livro 'O Vampiro da Mata Atlântica' de Martha Argel, é uma narrativa que mistura o sobrenatural, com problemas bem reais do cotidiano brasileiro. Tendo uma causa ambiental de pano de fundo, a autora diverte e assusta o leitor, na mesma proporção que dá um toque de consciência ecológica.

Se não tem problemas com florestas, vai pegar o livro e não vai largar até chegar ao fim. Confesso que eu demorei um pouco para ler, pois as florestas me causam aflição e como o livro tem uma riqueza de detalhes, faz o leitor se sentir entrando na mata... Porém o vampiro Chico Justo e os dois biólogos, Levereaux e Xavier, conseguiram me convencer a deixar minha fobia de lado e entrar na Mata Atlântica com eles. E não me arrependo.

Sendo que o livro não narra só as desventuras da dupla de heróis, os biólogos Levereaux e Xavier, mas também as encrencas em que se mete o próprio vilão, o vampiro Chico Justo. Porque Chico Justo não é um vilão do tipo, sou do mal e pronto, ele tem uma personalidade bem construída. Chegando a ser tremendamente sacana, algumas vezes, mostrando um jeito de ser bem brasileiro. O que também é uma característica marcante nos dois biólogos, que mostram bem a formação de Martha Argel (que é bióloga), de forma que vemos não só como é o trabalho árduo de um biólogo, mas também como é o trabalho de um no Brasil.

Com menos de 200 páginas, o livro mantendo um ritmo gostoso e faz o leitor só largá-lo, no caso de falta de opção (tipo para trabalhar, porque dormi é difícil alguém querer, enquanto tiver lendo o livro). Além de ter um gostinho de quero mais. Porque chega uma hora que você não quer mais deixar a companhia de Levereaux e Xavier. Afinal ambos tem personalidades tão bem definida e elaboradas, que imaginamos perfeitamente os dois trabalhando em campo... Quer dizer, na mata.

E como eu disse, o livro diverte e também ensina e taí uma excelente dica para escolas adotarem em sua lista de leitura. Porque, sério, sem menosprezar nossa literatura clássica, mas está na hora de uma atualização. E por que não um pouco de diversão e conhecimento? Porque 'O Vampiro da Mata Atlântica' tem ambos. Aproveitando que saiu a lei que obriga todas as escolas a terem biblioteca (o que nem devia ser lei, mas parte vital de todas), porque não incluir a literatura fantástica nos acervos?

Dando uma atenção especial as questões ambientais, temos em 'O Vampiro da Mata Atlântica' uma ótima fonte de conhecimento, além de diversão garantida. Sendo que ao final da história, a autora nos presenteia com um 'Apêndice', que contém informações complementares sobre os temas mencionados no livro e curiosidades. Indicadíssimo para adolescentes, tanto quanto para adultos.

Além de todos os atrativos do livro, Martha Argel também faz do leitor um colaborador na luta pelo meio ambiente. Isso porque a autora está revertendo parte dos direitos do livro, para ajudar a organização não-governamental WCS Brasil (Wildlife Conservation Society), a iniciar a implantação de um projeto de conservação de primatas na Mata Atlântica do sudeste do Brasil.

'O Vampiro da Mata Atlântica' contém 176 páginas e é uma publicação de 2009 da Idea Editora.

Sobre a autora (DADOS ATUALIZADOS):

Martha Argel é uma autora de São Paulo, contista e bióloga, que começou sua carreira de romancista vampiresca com o livro 'Relações de Sangue', publicado pela primeira vez em 2002.

A autora também é uma das participantes da antologia 'Amor Vampiro', com seu conto A Flor do Mal, que mistura o tema vampiresco a um ambiente extremamente sensual. Não sendo recomendado para menores, por trata-se de tema adulto, mas super recomendados aos adultos fãs de contos sobrenaturais e/ou vampiros.

Além do livro 'O Vampiro da Mata Atlântica', a autora também participou de várias antologias, tanto vampirescas, como sobrenaturais em geral. Já colaborou com o programa Contos Sobrenaturais e também teve a continuação de 'Relações de Sangue' publicada, o livro 'Amores Perigosos'.

Atualmente Martha Argel está distante do meio literário, engajada na luta pela meio ambiente.


Outras dicas de livros, leia+: RESENHAS SOBRENATURAIS ANTIGAS

Leia também: HISTÓRIAS COM VAMPIROS


Publicação Original de 22 de junho de 2010:
http://programaselecaodigital.blogspot.com.br/2010/06/bloco-literatura-digital-12.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário