terça-feira, 29 de julho de 2014

Atores de 'Penny Dreadful' na San Diego Comic-Con 2014

Uma das séries sobrenaturais mais comentada do momento, 'Penny Dreadful', teve um painel especial na San Diego Comic-Con 2014, SDCC. Onde os fãs contaram com a presente de parte do elenco e o criador da série.

John Logan, criador e produtor de 'Penny Dreadful', participou da SDCC junto com os atores Josh Hartnett, Harry Treadaway e Reeve Carney.

Uma das principais ideias da série é revelar "o monstro dentro de cada um" e por isso resolveu criar em 'Penny Dreadful' um ambiente de terror e agonia, vezes romântico (no sentido literário, sabe, das aulas de literatura da escola).

O produtor até comentou que por ser gay, cresceu se sentindo alienado em meio as pessoas, sua familia e seus amigos. John Logan também revelou que começou a idealizar a série pelo livro 'Frankenstein' de Mary Shelley. No entanto, queria uma protagonista feminina, mas que vivesse naquele mundo do livro.

E eis que surgiu a médium Vanessa Ives da Eva Green. Ele foi questionado sobre a personagem, já que a atriz não pode participar da SDCC, quanto a ser possuída ou usar o poderes sobrenaturais e se deixar possuir. A resposta foi "algo entre os dois" e quanto a sexualidade da personagem, pois aparentemente sempre que ela faz sexo vira um monstro, o produtor respondeu: "Vamos encarar, quando eles fazem sexo, nada de bom acontece para nenhum deles."

Harry Treadaway falou um pouco sobre seu Doutor Victor Frankenstein, que tinha estudado a fundo para interpretá-lo, inclusive conversou com professores e historiadores sobre a medicina da época vitoriana.

No entanto, as principais atrações do painel, sem dúvida, foram os atores Reeve Carney e Josh Hartnett. Enquanto Josh Hartnett revelou ficar no escuro, em relação a seu personagem, em vários momentos, Reeve Carney brincava afirmando que sabia de tudo desde o início, TUDO MESMO.

Josh Hartnett falou da reviravolta na história, quando descobriu quem seu personagem realmente era e do que era capaz. Especialmente quanto a atos violentos, mesmo demonstrando muita compaixão e sensibilidade em dados momentos.

Quanto a origem do personagem, o ator não fazia ideia, até porque o produtor confessou que ainda não resolveu se será algo envolvendo mordidas ou herança de sangue. Porém,e por gostar de mostrar o passado dos personagens, pretende incluir mais flashbacks.

Sobre a pergunta que não iria calar de forma alguma, a atração sexual dos personagens de Reeve Carney e Josh Hartnett, o produtor afirma que não foi um momento relevante, nem uma constatação de sexualidade reprimida (no caso do Ethan Chandler, porque do Dorian Gray... Bom, é O DORIAN GRAY).

"As pessoas agem no calor do momento (e tínhamos absinto envolvido na história também)," comentou John Logan.

Já Reeve Carney comentou que não só sabia de tudo que ia acontecer quando aceitou o projeto, como pediu para contratarem "um cara bem bonitão". Comentário que levou fãs ao delírio, obviamente, e que dizem ter deixado o colega de set um tanto constrangido, mas que levou na boa e os dois passaram o restante do painel fazendo piadinha.

Sobre a história da série e o que esperar, John Logan falou que a primeira temporada é uma apresentação e que na próxima, com todas as peças no tabuleiro, estará pronto para o jogo começar.

Também afirmou que relações vão evoluir e revelou a próxima antagonista da série, Madame Kali, papel que escreveu especialmente para Helen McCrory, esperando que a atriz aceitasse o convite para participar da série, o que para sua alegria foi aceito.

Quanto a morte de um personagem que é chave em uma das histórias clássicas que fazem parte da série, a resposta do produtor é que não quer ficar preso e a morte é só para mostrar que é livre para inventar o que quiserem e convidam o espectador a embarcar na viagem.

(Isso foi apenas algumas das informações divulgadas sobre o painel na SDCC, outras novidades sobre 'Penny Dreadful', informarei no decorrer dos mês.)

Leia+: Penny Dreadful

Fonte: Showtime e imdb


Nenhum comentário:

Postar um comentário