segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Thor: O Mundo Sombrio


O filme 'Thor: O Mundo Sombrio' (Thor: The Dark World), no Brasil também conhecido por 'Thor 2', é a sequencia de Thor, mas a história continua a partir dos acontecimento do filme 'Os Vingdores' da Marvel. No entanto, o novos filme solo de Thor (Chris Hemsworth), deveria ter o nome de Loki (Tom Hiddleston) incluído. Isso porque a trama do roteiro tem foco nos dois filhos de Odin e não se sustenta apenas com Thor e seu martelo, já que Loki é parte fundamental no desenrolar da história.

Baseado nos quadrinho 'Thor' e 'Os Vingadores' ambos da Marvel, o roteiro é quase uma perfeição, tirando o fato do trio de roteiristas (Christopher Yost, Christopher Markus e Stephen McFeely) tentar igualar o estilo de escrever ao do diretor e roteirista Joss Whedon (Os Vingadores) e não serem bem sucedidos, na inclusão de um fator cômico, maior do que já tinha no primeiro filme. O resultado foi a criação de um incomodo personagem que conseguem ser mais sem propósito de existir que o tão odiado de 'Star Wars', Jar Jar Binks.

O estagiário da estagiária chamado Ian, é a única coisa que não funciona no roteiro e fica completamente perdido na história ao tentar dar mais graça a trama.


Ignorando esse detalhe do estagiário da estagiária, o filme mantém o estilo do roteiro do filme anterior (escrito por Ashley Miller, Zack Stentz e Don Payne) e com mais de Loki e Thor, os quais foram melhor absorvidos pelos atores, graça ao tempo que passaram com Joss Whedon.

A interação dos dois atores como os deuses irmãos e rivais, rouba as atenções e definitivamente é uma das melhores coisas do filme. Deixando sempre um gostinho de "quero mais".

Destaque também para o ator Zachary Levi que incorporou o personagem Fandral, um dos quatro grandes amigos de Thor, substituindo o ator Josh Dallas (Thor), que absorve tão bem o personagem que não se percebe a troca, além de dar mais brilho ao guerreiro asgardiano.

Outro destaque é Stellan Skarsgård, que faz jus a fama de adeptos ao nudismo dos Skarsgård (o ator é o pai de Alexander Skarsgård, o Eric de 'True Blood') que sozinho é o perfeito fator cômico da trama. (Ou seja... Não tinha motivo algum para criar o estagiário da estagiária!)


O filme 'Thor: O Mundo Sombrio' teve sua estreia no Brasil em 1º de novembro, uma semana antes da estreia nos cinemas norte-americanos.

A sequência de 'Thor' deve agradar os fãs nos Estados Unidos, que ainda estão esperando para conferir o filme no próximo dia 8 de novembro, tanto quantos os brasileiros ao dar continuidade as histórias dos filmes 'Thor' e 'Os Vingadores da Marvel'. Agora é saber se irá superá-los nas bilheterias.

Para quem curte cinema de ficção científica e ação, com um leve toque sobrenatural, além de adaptações em quadrinhos, a história dos dois irmão deuses nórdicos é uma ótima pedida.

Contando o que ocorreu após a confusão que Loki apronta em Nova York, mostra Thor retornando a Asgard com o irmão que é sentenciado a prisão perpétua pelo pai Odin.

No entanto, um inimigo (in)comum obrigará Loki e Thor a lutarem juntos. Poderá Thor confiar em Loki?


NOTA: Para os apressadinhos é bom lembrar que os filmes Marvel, da franquia 'Os Vingadores', costumam ter extra nos créditos. No caso de 'Thor: O Mundo Sombrio' há duas cenas extras, então fiquem até o fim dos créditos.

Leia+: thoreloki

Nenhum comentário:

Postar um comentário